• Curta no Facebook
  • Instagram ícone social

O Céu de Julho

Tradução:

  Scorpius é uma constelação impressionante, uma das poucas que claramente lembra o animal que representa. O Escorpião é fácil de reconhecer no céu. Sua cabeça, cauda curvada e o ferrão, são proeminentes. No coração do Escorpião reside uma estrela avermelhada. Sua cor se assemelha a de Marte, conhecido pelos gregos como Ares. Antigos astrônomos gregos, contemplando esses dois objetos vermelhos, denominaram de estrela Antares, que significa "rival de Ares."Um aglomerado globular proeminente e adorável em pequenos telescópios, M4 encontra-se á  direita de Antares em Escorpião. Aglomerados globulares são conjuntos de estrelas próximas entre si que interagem gravitacionalmente. O centro da nossa galáxia fica na direção da constelação de Sagitário "o grande arqueiro". Esta área do céu está repleta de estrelas, aglomerados globulares, e nebulosas brilhantes e escuras. Procure por Sagitário, encontrando o grupo de estrelas comumente conhecido como o Bule. A alça, superior e bico são fáceis de encontrar. Sob um céu escuro, a Via Láctea parece subir a partir do próprio bico do bule. Muitos dos objetos de céu profundo se encontram nesta área do céu nas noites de inverno para o hemisfério Sul e verão par ao hemisfério Norte. Numa rápida observação com binóculos, se ver  alguns objetos espetaculares. A nebulosa de gás e poeira, chamada de Nebulosa da Lagoa é brilhantemente iluminada pela energia das estrelas quentes e jovens no seu interior. Na nebulosa Trífida, faixas escuras de poeira aparecem em contraste com o esplendor de gás incandescente. A Nebulosa Omega brilha intensamente, mas não podemos ver as suas estrelas mais quentes no seu interior. Porém, Telescópios infravermelhos podem detectar essas estrelas entre os gases e poeira. M22, um dos mais brilhantes aglomerados globulares no céu, é visível a olho nu. É um aglomerado globular relativamente perto, apenas cerca de 10.000 anos-luz de distância. Os picos anuais da chuva de meteoros Delta Aquaridas ocorrem na noite de 28-29 julho. Preste atenção para os meteoros que irradiam do sudeste depois da meia noite. Pose-se ver até 20 pequenos meteoros amareladas por hora.

 

Adaptação do texto: Dermeval Carneiro

Texto adaptado de: Tonight’s Sky 

http://hubblesite.org/explore_astronomy/tonights_sky/

Planetário Rubens de Azevedo

Conteúdo e manutenção do site : Prof. Dermeval Carneiro

Fortaleza - Ceará - Brasil